Inseminação artificial ou inseminação intra uterina (IIU):

A inseminação artificial ou inseminação intrauterina (IIU) é um tratamento para engravidar considerado de baixa complexidade.
Os espermatozóides passam  por um processo laboratorial chamado capacitação, onde os melhores espermatozóides são selecionados para serem inseminados.
Após isso, os espermatozóides (sêmen) são injetados diretamente no útero da mulher no período próximo à ovulação.
Normalmente é necessário que seja feita mais de uma tentativa para se chegar à gravidez com este método.
Este procedimento é indicado para mulheres jovens (até 35 anos), sem alterações em trompas e útero, e homens com alteração leve no espermograma.
Cada ciclo (tentativa) dura aproximadamente 1 mês.

Existem casos em que a inseminação intrauterina pode ser realizada com sêmen de um doador (banco de sêmen). Casos por exemplo em que o homem não tem espermatozóides no espermograma (azoospermia) ou até em casos de união homoafetiva com desejo de gestação.

A taxa de gravidez da inseminação intra uterina é de aproximadamente 15% por tentativa.